Pesquisar este blog

domingo, 22 de janeiro de 2017

O meu caso com Ligadura de Trompas

      Ontem uma amiga veio me perguntar sobre o meu processo de Laqueadura. Acredito que a duvida dela seja de muitas outras mulheres e por isso resolvi compartilhar.
      Bom, tenho dois filhos, quem me acompanha sabe! Minhas duas gestações foram problemáticas, tudo por causa de pressão alta. Imagino que possa ter sido Eclampsia ou Pre-eclampsia ("Imagino" porque nenhum medico disse com exatidão. Caso tenha algum medico lendo e puder nos esclarecer sobre esse assunto também, comente, deixe um link, enfim...).
      Minha primeira filha nasceu com 36 semanas, de cesária devido a pressão alta, pois eu não poderia entrar em trabalho de parto. Foi uma gestação complicada, com deslocamento de placenta e fiquei praticamente as 36 semanas em repouso absoluto. Meu segundo filho nasceu com 30 semanas. Fui uma gestação super normal, sem repouso, sem abusos também, até que descobri, numa ultra de rotina, que minhas artérias estavam todas entupidas e que o bebe estava em sofrimento a mais de duas semanas (Bem que percebi que ele estava se movimentando mais nesse período, mas nem desconfiava) e precisei interromper a gestação ali, naquele dia. Enfim... minha segunda gestação é assunto para outro post, é muita coisa rs.
       Sei que depois da correria, minha medica disse que eu não poderia engravidar novamente e que o estado do meu útero e placenta que não estavam legais, alem da possibilidade de perder meu filho, fez com que ela não fizesse a laqueadura logo após o parto (o que ate hoje eu não entendo, uma vez que eu não poderia ter mais filho por causa das complicações, por que a possibilidade de perder meu filho foi um dos motivos pra não me ligar?!? Vai saber....
       Fiquei sempre na esperança de meu marido fazer a vasectomia... Uma micro cirurgia, com anestesia local e tal, mas ficou aguardando o SUS e também tem aquela frouxidão natural de todo homem sabe?! rs , daí passaram 4 anos, a cada ano meu panico por engravidar aumentava, tinha pesadelos, meu casamento estava sendo atingido por conta disso e resolvi fazer a laqueadura afinal era a minha vida que estava em risco rs.
      Agora, qual o melhor  procedimento a ser feito? Existem dois tipos de laqueadura: a laqueadura através de Videolaparoscopia e a através de corte. O combinado seria fazer por vídeo, eu estava super tranquila. Mas ao chegar no hospital, descobri que o fornecedor não havia enviado o material para o procedimento. E agora?? Eu já estava no hospital, com a licença do trabalho, com o piscológico todo preparado pra cirurgia (por menor que seja, cirurgia da um medinho rs).

Videolaparoscopia

Corte de Cesária.
O corte da laqueadura é pouco menos
da metade de uma cesária.
   Foi quando a secretária da Dra. me tranquilizou, me deu um tempo pra pensar e ver com marido e minha mãe, que estavam comigo e me explicou a diferença entre uma cirurgia e a outra. Clicando no link mais acima (Videolaparoscopia) você vai ver, eu fiquei assustada rs... Anestesia geral, gás pra dilatar órgãos, micro câmera por dentro, dois ou três pequenos cortes... como assim?! rs Quando a secretária disse isso, na hora eu resolvi pelo corte!! rs No momento do preparo, a medica disse que seria um corte sobre o corte da cesária e um pouco menor que a metade do corte da cesária!
      Adorei a decisão que tomei, achei muito legal a atitude da médica em não ter cancelado a cirurgia pela falta do material e  ter me chamado para conversar. Olhando a cicatriz hoje, parece que só tenho um corte de cesária, a médica me deu 15 dias de repouso, voltei ao trabalho com 10, ja sem dor ela não precisa saber disso rs, no dia seguinte já estava em casa etc, etc, etc... não foi um bicho de 7 cabeças!!
 
      Não sei qual é a sua necessidade de operar, se é apenas porque não quer mais ter filhos, mas fica ai minha experiência. Espero ter ajudado... Lembrando que uma boa conversa com seu medico, seu marido e familiares ajuda muito na decisão, que deve ser muito bem pensada, já que é uma cirurgia irreversível.

Obrigada mais uma vez, comente sua experiência, vou ficar muito feliz em ler seu depoimento!! Bjsss


Até a Próxima!! 

domingo, 13 de novembro de 2016

Não existe princesa cacheada mamãe!

       Há pouco tempo atras fiz uma escova no cabelo, tinha um aniversario pra ir e queria ficar diferente. Me arrependi grandemente!! Ficou lindo, deu pra aproveitar o aniversario, mas minha filha ficou encantada e disse que também quer o cabelo liso. Nada contra, que fique claro. Eu disse a ela que ela é uma cacheada linda, que adoro os cachinhos dela e que ela é uma princesa. Pra minha surpresa ela tinha uma resposta, e na ponta da língua: Não existe Princesa cacheada! 
       Bom, na hora lembrei logo da princesa Tiana. - Ela vai me salvar!! Só que não!! Fui procurar fotos da Tiana, achei um monte.... porem, a maioria das fotos que encontrei ela esta com cabelo preso e só um cachinho na testa (antigamente conhecido como pega rapaz rs... não tão antiga assim hein?! rs...) Vasculhando um pouco mais na net, encontrei outra foto, na inauguração do restaurante, que ela esta com o cabelo alisado! Veja as fotos que encontrei abaixo:


     Então mudei a busca. Coloquei no Google Princesas cacheadas. Encontrei a Valente! - Mas ela não é pretinha né mamãe?! Pensei, então.... Michelle Obama com toda classe que tem, primeira dama de um país super desenvolvido (na ocasião ainda era primeira dama), pode ser considerada uma princesa, vai que?! Mas não... não encontrei nenhuma foto dela com o cabelo cacheado! Nem suas filhas rs...
     Não sou de ficar falando sobre assuntos polêmicos (nem gosto disso, acho que só aumenta o ódio e preconceito nas pessoas), mas isso me levou a pensar: como nossas crianças vão se aceitar quando não há "representatividade" no mundo onde vivem?! Se minha filha de 6 anos percebeu que não há quem a represente, que ela não pode ser considerada princesa por não ter cabelo liso, será que outras crianças também não acham isso?! Os amiguinhos da escola, será que fazem esses comentários com ela ou outras meninas? Porque assim como ela não conhece, os amiguinhos também não conhecem. As crianças não tem esse pré conceito, mas é o tipo de coisa que vai crescendo junto com a criança e o torna um adulto preconceituoso (ou não!)
     Depois de 3 semanas do episodio com minha filha (eu não fiquei insistindo, enquanto ela não alcançar a maioridade a decisão é minha rs...), valorizei mais ainda os cachos, comprei cremes novos, fiz penteados diferentes e ela voltou a trás rs, disse que ama os cachinhos dela. E assim tenho feito, tentando valorizar nela, o que a mídia desvaloriza!



Vamos pensar sobre isso?! 
Até a Próxima....


domingo, 23 de outubro de 2016

Leia Para Uma Criança! Coleção Itau...

Ola pessoal...

   Hoje queremos falar um pouco sobre a Coleção Itau Criança.Todo ano pedimos a nossa Coleção e as crianças adoram. É uma linda iniciativa do Banco Itaú, que incentiva a leitura, o momento pais e filhos, embala o soninho rs, enfim... aqui em casa é um sucesso.
   Aproveitando, deixamos abaixo 5 passos para você se tornar um bom contador de historias. Quer pedir sua coleção também?! Clique aqui AQUI e peça já, vale muito a pena! #LeiaParaUmaCriança #IssoMudaOmundo


Estamos editando um vídeo da Ana Beatriz falando sobre os livros da nova coleção! Breve no Canal do YouTube e aqui no Blog pra vocês. Imperdível! Aguarde ;)


Obrigada pela atenção e carinho!
Até a Próxima 

Quer ser parceiro do Blog Mães & Filhos? Fale conosco: nathmenezes@gmail.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...